ACOMPANHE AS NOVIDADES

Últimas Notícias

Quarta, 21 de Junho de 2017

Roda de conversa debate dificuldades enfrentadas por gestores de CMEIs

Gestores de CMEIs - Centros Municipais de Educação Infantil e de Escolas Municipais participaram, na manhã desta terça-feira (20), de uma roda de conversa com a vereadora Professora Eleika Bezerra (PSL), com o objetivo de discutir os problemas que os profissionais enfrentam à frente da administração dessas unidades. A roda de conversa aconteceu dentro da programação do primeiro dia do projeto "Câmara Cidadã", em que a Câmara Municipal de Natal instalou seus serviços no bairro de Nazaré, zona oeste da capital potiguar.

A vereadora Eleika Bezerra falou sobre a importância de se ouvir pessoalmente as dificuldades e desafios que os profissionais da educação enfrentam no dia a dia nas escolas. “É importante ouvir os gestores para que possamos saber o que está existindo de positivo, quais são as dificuldades e desafios enfrentados para administrar escolas e CMEIs da cidade. Saímos dessa roda de conversa com muitos subsídios, alguns já mencionados em outras oportunidades e outros levantados na reunião de hoje”, afirmou a vereadora.

Eleika Bezerra mencionou que os grandes entraves para o funcionamento das escolas e dos centros de educação é a questão salarial e a falta de repasse dos recursos do orçamento municipal. “Muitos profissionais terceirizados estão sem receber salário. Imagine como fica o funcionamento de uma escola sem o pessoal que presta o apoio no cotidiano. Imagine como uma escola se mantem sem os recursos do orçamento municipal. Esses profissionais da educação são verdadeiros heróis porque trabalham em condições mínimas”.

Edna Maria Maranhão da Silva, diretora administrativa-financeira da Escola Municipal São Francisco de Assis, no bairro de Nazaré, falou que a roda de conversa foi importante por tratar da valorização do professor na formação cidadã. “Estamos com recursos atrasados, dificuldade em relação ao pagamento de funcionários, temos a questão da desvalorização do professor, além de muitos outros temas que precisamos discutir neste espaço que a Câmara Municipal disponibilizou para nós profissionais da educação, profissionais que formam cidadãos”, disse Edna.

De acordo com Maria Duarte Barbalho, gestora pedagógica do Centro Municipal de Educação Infantil Professora Raquel Maria Filgueira, os salários atrasados acabam desmotivando os profissionais nas funções do dia a dia. “Se o funcionário está com o salário atrasado ele perde a motivação, fica sem ânimo para cumprir as suas funções prejudicando o funcionamento da instituição”, concluiu a gestora.

Texto: Karol Fernandes

Foto: Marcelo Barroso


Deixe seu Comentário