Conheça a profª eleika

Perfil da Vereadora

Uma história de amor pela educação

Em 20 de fevereiro de 1943, na cidade de Ceará-Mirim nascia a menina Eleika de Sá Bezerra, filha de Dona Ivete de Sá Bezerra e Seu José Bezerra de Araújo, então Prefeito de Currais Novos. Ainda recém-nascida foi levada para Currais Novos, cuja terra adotou como sua, sentindo-se e dizendo-se uma seridoense. Ali viveu sua infância e aos seis anos alfabetizou-se pelas mãos da professora Creuza Bezerra.

Em 1948 sua família decide morar em Natal e se estabelece à rua Jundiaí, na casa de nº 648. Sua primeira escola em Natal foi o Instituto Maria Auxiliadora, ali concluindo o ensino Primário e, em seguida, preparava-se para prestar seu primeiro “vestibular”: o exame de admissão para a 5ª série ginasial. Aprovada, passou a estudar na escola Doméstica, onde ao chegar já estranhava a disposição das carteiras na sala de aula e sugeria aos professores que se organizassem em círculo, pois assim a turma poderia atuar de forma mais participativa. Nascia aí o desejo de ser Professora? Aos dezessete anos, Eleika concluía o Ensino Normal no Colégio Imaculada Conceição. Neste período a mesma ministrava aulas particulares - em casa - o que chamamos hoje de aulas de reforço. Ainda na década de 60 - aluna de Pedagogia, convidada pela sua Professora Elza Sena - assume a disciplina Psicologia da Aprendizagem do Curso de Magistério da antiga Escola Normal - hoje Instituto Presidente Kennedy – além de Docente do Instituto Municipal João XXIII no curso de formação de professores.

Em dezembro de 1965, já formada em Pedagogia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, casa-se com o engenheiro Fernando Guerreiro com quem tem quatro filhos: Ivete, Marcelo, Eloísa e Fernanda.

No início dos anos 70 exerceu a função de Orientadora Educacional da antiga Escola Técnica Federal do Rio Grande do Norte – (ETFRN) por concurso público.Ainda nos anos 70 dirigiu o antigo CEPE - Centro de Estudos e Pesquisas Educacionais - Secretaria de Educação do Rio Grande do Norte.

Em meados dos anos 70, Eleika fez o mestrado na Universidade Federal do Ceará, tornando-se professora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, aprovada em Concurso Público. No governo de Cortez Pereira, década de 70, atuou na Secretaria de Educação dirigindo o órgão técnico-pedagógico de então. Dessa forma, continua sua luta em prol de educação de qualidade para todos.

No segundo governo de José Agripino, entre 1990 a 1994, a mesma exerceu o cargo de Secretária-adjunta de Educação, sendo que em 1993 assumiu a Direção do Instituto Kennedy como Instituição de Ensino Superior (formação de professor), após um Estágio de 30 dias na França, (início dos anos 90) - para observar o sistema de formação de professores daquele país. Em 1999 assumiu a Secretaria de Educação do município de Natal, implementando, dentre outras ações: o Programa Pré-Escola para Todos (Educação Infantil) garantindo cerca de 5.000 vagas para crianças com idades entre 4 e 6 anos, aumentado em 110% a matrícula de um ano para o outro - graças ao apoio da Câmara Municipal de Natal; criou a Comenda Mérito em Educação Waldson José Bastos Pinheiro para professores que se destacam na área educacional; instituiu, ainda, através do Decreto nº XX, a execução do Hino nacional e o hasteamento da bandeira nas escolas municipais às quintas-feiras, permanecendo no cargo até 2001.

Em 2005 assume a Secretaria de Educação do município de Ielmo Marinho por um período de dez meses, realizando em pouco tempo algumas ações como: Curso de Licenciatura para professores que exerciam precariamente a docência naquele município viabilizando, assim, concurso público para o qual poderiam concorrer profissionais da região.

Professora aposentada da UFRN, nunca deixou de lutar por uma boa educação e, em 2004, juntamente com um grupo de educadores funda o Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE), que tem como objetivo que tem como missão promover e realizar ações que contribuam para garantir uma educação escolar básica de qualidade e que favoreçam o pleno desenvolvimento de crianças e adolescentes, criando condições fundamentais para a inclusão social, sendo uma das Diretoras Executivas.

Assim, a professora Eleika Bezerra torna-se uma das mais importantes figuras do nosso Estado na área da Educação, conclamando a sociedade para um grande desafio: Construir uma educação de qualidade para TODOS os alunos da rede pública. Para tanto, levanta sua bandeira de luta através de palestras, entrevistas e conversas em jornais, rádio e televisão, seja escrevendo, discutindo ou apontando caminhos que minimizem a situação caótica em que se encontra a educação pública do nosso Estado.

Em 2012, decide se candidatar a vereadora de Natal. Com o slogan "educação e ética" e o compromisso de doar 100% de seu salário como parlamentar, foi eleita pelo Partido Social Democrático Cristão (PSDC). Tomou posse na Câmara Muncipal de Natal em 2013, onde foi escolhida - em seu primeiro mandato - presidente da Comissão de Educação, Cultura e Desporto.